publicidade

publicidade

Famílias do P1+2 comercializam produção em Feira Agroecológica no Piauí


Com o objetivo de divulgar e comercializar os produtos dos agricultores familiares beneficiados com o Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) foi realizado em Pedro II- Piauí na sexta-feira (06) a 1° Feira Agroecológica dos Agricultores e Agricultoras do P1+2. A feira, realizada na Praça da Igreja Matriz do município e idealizada pelo Centro Regional de Assessoria e Capacitação (CERAC), reuniu cerca de 60 famílias dos munícipios de Lagoa do São Francisco, Milton Brandão e Pedro II para exporem seus produtos e divulgar as ações do Programa de convivência com o semiárido no Piauí.


Além de comprar produtos orgânicos, quem visitou a feira conheceu as tecnologias sociais do P1+2: tanque de pedra, cisterna calçadão, barraginha, cisterna de enxurrada, barreiro trincheiro e a bomba d’água Popular, mostrada a partir de maquetes produzidas pela entidade. Também foi montada na praça uma Casa de Semente da Fartura criada a partir de doações de sementes das comunidades, o objetivo era disseminar a importância de guardar o patrimônio genético para assegurar autonomia aos agricultores familiares e para resgatar laços de ajuda mútua nas comunidades onde são implantadas essas casas.


O caráter produtivo, parte importante do P1+2, onde as familiais são incentivadas a produzirem de forma sustentável, respeitando o meio ambiente e preservando a saúde, foi representado pelos banners que contam as experiências agroecológicas das familias e com a exposição de mudas e canteiros feito a partir do aproveitamento de garrafas petes “ a ideia surgiu da vontade de mostrar para os visitantes da feira como é possível produzir mesmo morando em pequenas propriedades e ainda reutilizando as garrafas de refrigerantes que geralmente jogamos no lixo”, explica Cleidiane Mesquita, animadora de comunidade do CERAC.


Na Feira tinha de tudo, desde verduras, hortaliças, legumes aos derivados da mandioca, azeite, mel, suínos, ovos e galinhas caipiras, mudas de plantas, garrafadas de ervas medicinais, e outras variedades de produtos como o artesanatos produzidos nas comunidades. “essas feiras são boas demais, a gente vende tudo, encontra os amigos e ainda se anima com esse forrozinho que tá tocando aí”, diz a agricultora Das Dores da comunidade Cancão em Pedro II, se referindo ao forró pé-de-serra da Banda Raízes do Nordeste que animou o ambiente durante toda a realização da feira.


Carlos Humberto Campos, coordenador executivo da ASA no Piauí, participou da feira e elogiou a organização e variedade de produtos comercializados. Em seu discurso ele salientou a força do P1+2 como estratégia de convivência com a seca “a realização desta feira apenas com agricultores e agricultoras do P1+2 e vendo a variedades de produtos aqui exposto, mostra que estamos no caminho certo, enquanto os governos tentam com políticas paliativas combater a seca, isso aqui mostra qual a melhor solução, é a convivência, ações simples de convivência com a nossa região, que é tão complicado desse Governo entender”, afirmou.


A 1° Feira Agroecológica dos Agricultores e Agricultoras do P1+2 foi promovida pelo Centro Regional de Assessoria e Capacitação (CERAC) com o apoio das comissões municipais dos municípios de Pedro II, Lagoa do São Francisco e Milton Brandão e Escola Família Agrícola Santa Ângela.

Por Paula Andréas - Comunicadora Popular
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia