publicidade

publicidade

CNJ mostra números e campanha da Conciliação 2012‏


Reunidos no Conselho da Justiça Federal, em Brasília, na manhã de segunda-feira, 13.08, representantes estaduais participaram do “II Encontro Nacional Com os Núcleos Permanentes de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça-CNJ. Em pauta, os números da Semana da Conciliação 2011 e as metas, projetos e plataformas de trabalho para o ano de 2012.

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins, o juiz Paulo Roberto de Souza Barros e a servidora Vanessa Brandão, assim como os demais representantes de cada uma dos estados brasileiros, puderam conhecer os detalhes de ação e divulgação da Semana Da Conciliação 2012. Os representantes do CNJ, conselheiro Neves Amorim, coordenador do programa “Conciliação”; Eduardo Dias, do Ministério da Justiça; Adriana Sena, do Comitê Gestor da Conciliação; André Gomma, do Comitê de Conciliação, mostraram aos presentes o desenrolar das Semanas de Conciliação, utilizando slides e números do projeto “Justiça em Números”, que reúne, organiza e estuda, estatisticamente, números produzidos por cada um dos tribunais estaduais.

Em seis anos o CNJ atingiu a cifra de 2 milhões de audiências, que movimentaram, segundo números da Casa, 4 bilhões de reais em causas. Apenas na Semana de Conciliação 2011, 434.000 audiências foram marcadas, com 80% destas sendo realizadas. Em 2012 o CNJ fará uma semana de Conciliação diferenciada, acontecendo entre os dias 7 e 14 de novembro, os trabalhos também se desenrolam, pela primeira vez,no final de semana, perfazendo sete dias de esforço concentrado, dois a mais que o usual.

Adriana Sena, do Comitê Gestor da Conciliação, mostrou alterações no regulamento do prêmio “Conciliar é Legal”, que visa reconhecer as boas práticas veiculadas à Semana da Conciliação em todo país, estimulando ações de modernização nas conciliações, dando visibilidade e contribuindo para uma melhor imagem do Judiciário. Em 2012 também poderão participar, além de magistrados e servidores diretamente envolvidos, acadêmicos de Direito e membros da sociedade civil, em dois temas: “Justiça Cidadã, sociedade mais justa” e “Eficiência das estruturas de conciliação e mediação”. As inscrições vão de 30 de agosto a 29 de setembro no próprio site do CNJ ou através do premioconciliar@cnj.jus.br.

Acrescidos no encerramento da presença do conselheiro José Guilherme Vasi Werner, a mesa diretora explicou sua preocupação em sempre contar com a capacitação do servidor como peça chave para as questões de celeridade na Justiça, reforçando o papel dos palestrantes e multiplicadores em cada célula da federação. Baseado em dados do “Justiça em Números”, sob sua coordenação, o conselheiro Vasi Werner mostrou aos presentes a eficacia da conciliação, através de gráficos com a produtividade das diversas esferas do Judiciário brasileiro.

Ascom TJ/PI 
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia