publicidade

publicidade

Datas Magnas da existência de Parnaíba em 2012

Vicente de Paula Araújo Silva "Potência"
As três datas magnas da existência de Parnaíba, por força de Lei Municipal assinada pelo Prefeito José Hamilton Furtado Castelo Branco, são :

- 11 de junho de 1711 – Memória da Fundação da Villa Nova da Parnaíba (Villa de Nossa Senhora de Monserrate da Parnaíba);
- 18 de agosto de 1762 – Memória da criação da Villa de São João da Parnaíba, quando em ato solene na Igreja Matriz de Piracuruca, moradores da Freguesia, solicitaram a instalação da sede no lugar conhecido como Sítio dos Barcos;
- 14 de agosto de 1844 – Memória da Elevação da Villa de São João da Parnahiba a condição política de Cidade da Parnaíba.

Assim, neste ano, em 11 de junho p.p. a Villa Nova da Parnaíba (Villa de Nossa Senhora de Monserrate da Parnaíba) completou 301 anos da implantação da feitoria de salga de carne e courama bovina na beira do Iguará (Igaraçu) pelo Capitão-Mor João Gomes do Rego Barros, representante do rico empreendedor baiano Pedro Barbosa Leal.

Outrossim, no próximo dia 18 deste mes, a Villa de São João da Parnahiba, completará 250 anos de sua instalação, quando em 18 de agosto de 1762, através de ato solene no Largo da Matriz de Nossa Senhora do Carmo, em Piracuruca, o primeiro governador da Capitania de São José do Piauhy, João Pereira Caldas, mandou lavrar pelo Escrivão das Comissões e Diligências, Manuel Francisco Ribeiro, documento assinado por moradores da região de Parnaíba, no qual, os signatários descritos a seguir, comprometiam-se em fazer casas de moradas , na nova villa, que Sua Majestade mandou criar no litoral piauiense:

Diogo Alves Ferreira, José Lopes da Cruz, Padre Antonio Rodrigues, Reverendo Lopes Castello Branco, João Lopes Castelo Branco, Tomé Pereira de Araújo, João Fernandes Roiz de Queiroz, Felix José Pereira, Antonio Gomes da Costa, José Ferreira Nunes, Jacinto Botelho de Siqueira, José da Costa Oliveira, André Coelho Gonçalves, Pedro de Sá e Silva, Leandro Barreiros, Manoel Ferreira Pinto Brandão, Lourenço de Passos Pereira, José Alves Viana, José Antonio Pinto de Azevedo, Gaspar Luís de Sales, José Pereira Montaldo, José da Silva César, Antonio Rodrigues Campos, Manoel Barbosa, Sinalde Francisco Delgado Nevasquez e Domingos Barbosa Lima.

Mas, o lugar Sítio dos Barcos das feitorias que foram Villa de Nossa Senhora de Monserrate da Parnahiba e Villa de São João da Parnahiba, foi elevado a condição política de CIDADE DA PARNAÍBA, em 14 de agosto de 1844, através de ato assinado pelo Governador José Ildefonso de Sousa Ramos.

Então, a cidade da Parnaíba de hoje, sob a devoção de Nossa Senhora Mãe da Divina Graça, completará no próximo dia 14 de agosto, 168 anos de existência, inseridos em 301 anos de história.

Por Vicente de Paula Araújo Silva “Potência”
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia