Greve dos professores da UFPI completa 110 dias


Nesta segunda-feira (03), a greve dos professores das universidades federais completa 110 dias. Com o intuito de chamar a atenção da sociedade para o descaso com o qual é tratado o ensino superior, os docentes da Universidade Federal do Piauí (UFPI) realizaram mais um ato público na manhã de hoje.

A realização de atos públicos atesta para a força do movimento grevista na conjuntura atual. Segundo o Comando Nacional de Greve (Andes-SN), a ampla maioria das rodadas de assembleias gerais que aconteceram na última semana nas universidades deliberou pela continuidade da paralisação como forma de pressionar o governo para a retomada das negociações e atendimento da pauta de reivindicações da categoria.


O envio do Projeto de Lei que trata das carreiras no magistério federal ao Congresso, no dia 31 de agosto, inaugurou uma nova frente de luta para os professores que é o Legislativo. A proposta de carreira feita pelo governo foi rejeitada por todas as IFEs.

De 3 a 6 de setembro serão realizadas assembleias regionais em todas as universidades que continuam em greve, sendo o resultado encaminhado ao Comando Nacional, e no dia 7, Dia da Independência do Brasil,o movimento docente participará do Grito do Excluídos.


Assessoria de Imprensa  
COMPARTILHAR:

+1