publicidade

publicidade

Após impugnação de Antonio Lages, clima político fica tenso em Batalha


O clima político em Batalha está acirrado na reta final das eleições. Após a impugnação do registro de candidatura do médico Antonio Lages (PSB), que aconteceu ontem (04) em Brasília, o cenário eleitoral na "terra da ametista" ficou bastante tenso.


Na manhã de hoje (05) a coligação “Batalha Para Todos” anunciou uma carreata para comemorar a decisão judicial que impossibilita o médico Antonio Lages, PSB, de concorrer à prefeitura. A mesma coisa fez a coligação “Batalha que dá certo”, mas de apoio a candidata substituta, Teresinha Lages. A Justiça Eleitoral temendo uma batalha campal entre os simpatizantes das duas facções política, proibiu qualquer evento político, por exemplo, caminhada, passeata e carreata. O que faz muito bem.


Nos últimos 5 dias o cenário nas redes sociais tomou novo rumo e a batalha foi deflagrada por eleitores e parentes de candidatos. Ofensas públicas, ameaças, deboche, provocações, tudo se tornou artilharia para a chegada a prefeitura.


Na manhã desta sexta-feira, os ânimos andaram acirrados em frente a Prefeitura de Batalha. Partidários de Antonio Lages e Amaro Melo se encontraram, vermelhos e amarelos, houve empurra-empurra e com a chegada da polícia os apaixonados políticos se acalmaram. Daqui até o dia 7 a cidade de Batalha vira um “barril de pólvora”.


No conjunto Pedra do Letreiro, por volta das 10 horas, um partidarista teria puxado faca para uma senhora esposa de um PM. O fato foi registrado na delegacia de Batalha.  


Folha de Batalha

Fotos: Reinaldo Lima 
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia