Impetrado Mandado de Segurança contra a Câmara Municipal de Parnaíba


Na manhã de sexta-feira (23/11) os vereadores eleitos Carlson Pessoa (PSB), Bernardo Rocha (PSC) e Fernando Gomes (PCdoB) da atual legislatura, em companhia do Advogado Daniel Nogueira deram entrada na ação de Mandado de Segurança que serve para resguardar direito líquido e certo.

O pedido de liminar impetrado pelo vereador eleito Carlson Pessoa e Fernando Gomes, solicita o veto da Lei Orgânica do Município aprovada no último dia 20/11. Esta lei altera artigos da composição das comissões permanentes e da mesa diretora da Câmara Municipal. “Estamos entrando com uma ação contra o ato da vereadora Francisca das Chagas Castelo Branco Neta, Presidente da Câmara Municipal de Parnaíba, no intuito de reverter à decisão tomada por alguns vereadores que votaram a favor da nova lei orgânica da casa, já que nosso entendimento essa lei fere a moralidade pública por que inclusive cria o cargo de segundo e terceiro tesoureiro”, afirma entre outras o Advogado Daniel Nogueira.

Para muitos a mudança na lei, altera o mandato dos vereadores que ainda irão assumir em 2013. Sendo também taxada como um “golpe”, a lei privilegia os vereadores da bancada do governo municipal que foram reeleitos para mandato de mais quatro anos, pois com a atual composição fica inviável a criação de uma segunda chapa de oposição. Para os vereadores eleitos Carlson Pessoa (PSB) e Bernardo Rocha (PSC), além dos demais prejudicados, esta lei deveria ter sido votada democraticamente a partir de janeiro de 2013 com os novos vereadores em atividade.

“A vereadora Neta Presidente da Câmara, disse na sessão que homologou a proposta de emenda que todos terão direto de participar, ninguém é menino para entender dessa forma, se todos tem o direito de participar por que não deixaram para votar essa lei com a participação de todos 17 vereadores em 2013”, questionou Carlson Pessoa.


Blog do Pessoa  
COMPARTILHAR:

+1