publicidade

publicidade

Corrupção desenfreada

Jânio Holanda
Em todas as sociedades humanas existem pessoas que agem seguindo as leis e normas reconhecidas como legais do ponto de vista constitucional. No entanto, também existem pessoas que não reconhecem e desrespeitam essas leis e normas para obter benefício pessoal. Essas pessoas são conhecidas sob o nome comum de criminosos.

No crime de corrupção política, os criminosos – ao invés de assassinatos, roubos e furtos - utilizam posições de poder estabelecidas no jogo político normal da sociedade para realizar atos ilegais contra a sociedade como um todo. Hoje, Infelizmente vemos o nosso país infestado dessa podridão desde o Iapoque ao Chuí.

A corrupção também é vista como um dos entraves ao desenvolvimento brasileiro, e fator de insegurança jurídica para os investidores, pois há muitos momentos em que não se sabe se o que vale nas negociações é a letra da lei ou os arranjos pessoais com figuras pouco conhecidas do público, mas bastante conhecidas dos que sabem os caminhos mais curtos para atingir os objetivos.

As operações sistemáticas realizadas pela Polícia Federal país afora, a cada dia desmascara comprovadamente políticos tradicionais envolvidos em diversas falcatruas. São “lideranças” eternas acobertadas sob o manto da impunidade. Os medalhões variam desde presidentes da república a vereadores – cargo eletivo de menor expressão no sistema político brasileiro.

Até o ex-presidente Lula (quem diária?) está sendo alvo de investigação na operação Porto Seguro. Ao dar satisfação à imprensa, ele sempre tão falante, sai-se com respostas lacônicas. Na última dela disse que não, não foi “surpreendido” e que aquilo poderia significar uma ação normal da Polícia Federal, como que sabia o que estava acontecendo na representação da Presidência em São Paulo, que ele frequentava com assiduidade.

O enriquecimento de integrantes dos governos petista em governos anteriores nos níveis nacionais e locais são vistos a olhos nus. Muitos viraram empresários da noite para o dia e outros estão com mandatos renovados e caminhando livrementes pelas ruas como se o patrimônio multiplicado tivesse sido por causa dos “relevantes serviços prestados” ao estado e a nação.

São crimes de desvio de recursos de convênios, pagamento superfaturado de obras e serviços públicos para empresas privadas com porcentagem garantida; obtenção de ajuda financeira de empresários para a campanha conhecida como caixa dois, enfim todo tipo de roubalheira.

A corrupção é um sintoma que indica a doença, não a causa. Perguntamos: Quais são os sintomas de um sistema corrupto? O mau funcionamento das instituições, que dependem muito do poder arbitrário do líder para fazer com que funcionem? De certo é que o cerceamento da liberdade é difícil onde a corrupção é endêmica.

Muda Brasil!

Jânio Holanda - Jornalista
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia