“2013 será ano de plantar e de colher”, afirma Dilma no Piauí


“2013 vai ser o ano que nós vamos colher muitas coisas que nós plantamos. Vai ser o ano que nós vamos plantar ainda mais do que vamos colher. Mas eu asseguro para vocês, 2013 será um ano em que nós teremos aquele crescimento sério, sustentável e sistemático. Ou seja, nós queremos crescer (…) Queremos que o povo brasileiro cresça, que o emprego cresça e sobretudo a educação de qualidade”.

A declaração foi da presidenta Dilma Rousseff durante evento no município de São Julião, a 386 quilômetros da capital Teresina, onde foi dada ordem de serviço para início das obras do projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo, a ser executado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) – um investimento de R$ R$ 46,5 milhões dentro do programa Mais Irrigação.

A agenda da visita da presidenta ao município do semiárido piauiense incluiu o lançamento de medidas emergenciais para a população atingida pela estiagem – como a assinatura de Medida Provisória que estende e amplia o Garantia Safra e o Bolsa Estiagem –, e visita a obras de infraestrutura hídrica, como a barragem e a adutora de Piaus.

Além da ordem de serviço para o Marrecas-Jenipapo, foram também assinadas, na presença da presidenta Dilma, ordens de serviço para construção da barragem e adutora de Milagres, a adutora Padre Lira e para a barragem Jenipapo. Juntos, todos esses projetos devem beneficiar cerca de 144 mil pessoas da região no período de estiagem, num investimento de mais de R$ 260 milhões por meio do Ministério da Integração Nacional (MI).

O governador do Estado do Piauí, Wilson Martins, declarou que está ocorrendo uma revolução no estado com a viabilização de tantos projetos e a inclusão de pessoas em ações de parceria com o Ministério da Integração Nacional.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, disse que o Brasil está com o olhar plantado para o futuro. “Temos que investir fortemente em infraestrutura hídrica e irrigação para garantir emprego e renda ao homem do interior do nordeste. Seja em conjunto com o governo do estado ou com a Codevasf, que é a nossa grande parceira aqui no Piauí, nós temos investimentos definidos a serem feitos de R$ 1,3 bi", destacou o ministro.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf 
Foto: Régis Falcão/CCOM-PI  
COMPARTILHAR:

+1