Coronéis do PR de Batalha pedem expulsão da vereadora Shammara

Shammara Maria e Paulo Pires
O Diretório Municipal do PR de Batalha protocolou oficio solicitando a expulsão da vereadora Shammara Maria da sigla partidária.

O Motivo da expulsão seria porque a parlamentar não teria apoiado a candidatura do vereador Clayson Amara (PSB) para a presidência da Câmara Municipal. Shammara Maria optou por concorrer o cargo majoritário no Poder Legislativo.

Bem, vou meter a minha colher. Duvido que exista uma resolução impedindo que um filiado do PR seja candidato a presidência da mesa diretora do legislativo batalhense em detrimento de outra sigla. Afinal o país vive uma democracia e nenhum partido pode impedir ninguém de ser candidato, principalmente numa eleição interna para a mesa diretora da Câmara. 

Não tenho procuração para defender a vereadora Shammara Maria, porém se a vereadora recebeu uma notificação do presidente do Diretório Municipal, orientando-a a votar em Clayson Amaral para a presidente, quem tem que ser expulso do partido é o seu presidente Paulo Pires, por infidelidade partidária. Pois em nenhum momento a candidatura da vereadora denegriu a imagem do partido, muito pelo contrario, procurou sim, enaltecer o Partido da República como a melhor opção para a mesa diretora daquele poder.

Comenta-se na cidade que o motivo para o pedido de expulsão da edil seria porque o grupo liderado por Antonio Lages estaria com medo de concorrer com a vereadora o cargo de prefeito na eleição suplementar, que vai acontecer nos próximos meses. Pois, se eles conseguirem a expulsão da vereadora, ela não poderia pleitear o cargo de prefeita, já que não teria um ano de filiação no seu novo partido.

Infelizmente ainda existem políticos recalcado que estão em decadência e que não querem que novas lideranças surjam no município.

Caso a vereadora seja expulsa do partido ela poderá recorrer ao PR nacional para reverter a sentença.

Folha de Batalha
COMPARTILHAR:

+1