Obras de abastecimento e esgotamento no Piauí serão autorizadas pelo presidente da Codevasf


As ordens de serviço para o início das obras de implantação de 60 sistemas de abastecimento de água e construção de 80 barreiros de acumulação de água no Piauí serão assinadas pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, juntamente com o governador do estado, Wilson Martins, nesta quinta-feira (24), em Oeiras, na microrregião de Picos. Na oportunidade também será autorizada a contratação da empresa vencedora da licitação para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Oeiras. Os investimentos nas três obras somam R$ 23,8 milhões e beneficiarão a população do semiárido piauiense.

Na solenidade, que faz parte da comemoração alusiva ao 190° Aniversário da Adesão do Piauí à Independência do Brasil, o presidente da Codevasf receberá a medalha da Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí. A homenagem é destinada a agraciar personalidades e autoridades que, por relevantes serviços prestados ao Piauí, representam um modelo de profissional e ser humano para a sociedade. A Ordem Renascença foi instituída pelo Decreto n° 1588, de 31 de março de 1973, e regulamentada pelo Decreto n° 1962, de 17 de fevereiro de 1975.

Implantados sob a responsabilidade da Codevasf, com investimento de R$ 7,4 milhões, os 60 sistemas de abastecimento de água atenderão cerca de 1.500 famílias em 34 municípios do estado. As obras compreendem a instalação de poços (rede elétrica ou grupo gerador), abrigos para os equipamentos, cercas de proteção, reservatórios e redes de distribuição com ligações domiciliares.

O acesso a água de boa qualidade trará melhores condições de vida para a população da zona rural, pois os sistemas de abastecimento promovem melhoria das condições de saúde e redução dos gastos públicos no tratamento e prevenção de doenças; redução dos gastos com o transporte e fornecimento de água, especialmente com o uso de carros-pipa; otimização do uso de recursos naturais; além de possibilitar para parte dessa população o uso secundário da água em pequenas irrigações e na criação de animais.

Já os 80 barreiros de acumulação de água atenderão aproximadamente mil famílias de pequenos agricultores em 47 municípios. A ação, com R$ 3,2 milhões investidos pela Codevasf, consiste em limpeza de bacia hidráulica, escavação do porão, fundação do barramento, construção do maciço, drenagem e sangradouro. Os barreiros facilitam o acesso a água e reduzem os deslocamentos das pessoas em sua busca, especialmente para uso animal. O resultado é a melhoria nas condições de exploração dos rebanhos caprinos, bovinos e ovinos por meio do fornecimento de água nos períodos críticos. A construção dos barreiros promove maior aproveitamento da água das chuvas e enxurradas, melhorando e regularizando as vazões de pequenos riachos e córregos, o que favorece a manutenção das vegetações ciliares.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf
Foto: Divulgação/Codevasf
COMPARTILHAR:

+1