Projeto de irrigação da Codevasf no Piauí terá ordem de serviço assinada na presença de Dilma


Na presença da presidenta Dilma Rousseff será assinada nesta sexta-feira (18), no município de São Julião (PI), a 386 km de Teresina, ordem de serviço para início das obras de infraestrutura do projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo, que será implantado sob responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). A assinatura faz parte da programação da visita da presidenta ao Piauí.

As obras do Marrecas-Jenipapo contemplam investimentos de R$ 46,5 milhões, oriundos do Programa Mais Irrigação – Eixo 3 – Projeto de Interesse Social. A empresa contratada está encarregada de implantar toda a parte de infraestrutura hídrica do projeto, como estações de bombeamento, canais e elevatórias. O prazo previsto para execução das obras é de 900 dias.
O projeto de irrigação fica localizado no assentamento Marrecas, distante 31 km da sede do município de São João do Piauí e 499 km da capital Teresina. Ele prevê captação de água com vazão de 1,23m³/s do rio Piauí para irrigar mil hectares distribuídos em 200 lotes familiares de cinco hectares.

Com o projeto, estima-se que 200 empregos diretos e 600 indiretos sejam criados; que a produção agrícola do município mais que triplique, subindo de 5.684 toneladas para 17.584 toneladas; a renda média anual do agricultor familiar salte de R$ 822,06 para R$ 5.427,57; e uma população de 81.136 habitantes seja beneficiada nos 13 municípios da região: São João do Piauí, Simplício Mendes, Dom Inocêncio, Campo Alegre do Fidalgo, Coronel José Dias, Socorro do Piauí, Ribeiro do Piauí, Nova Santa Rita, Paes Landim, Capitão Gervásio, Bela Vista, Pajeú do Piauí e João Costa.

Os investimentos poderão transformar o Piauí em um dos grandes produtores de frutas da região Nordeste, especialmente de uva, devido às condições favoráveis de solo, água e sol, indispensáveis para uma produção de qualidade. Os mil hectares implantados em Marrecas-Jenipapo serão para a produção de uva, acerola, goiaba, mamão, melancia, banana, abacaxi e melão, entre outras frutas. Hoje, 75 famílias vivem exclusivamente da produção de frutas no assentamento. Com a implantação desse projeto, outras 200 famílias também começarão a produzir.

Mais Irrigação - Lançado em novembro de 2012 pela presidenta Dilma Rousseff, o Mais Irrigação, que é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI), prevê investimentos de R$ 10 bilhões – R$ 3 bilhões em recursos públicos, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), e R$ 7 bilhões em recursos privados. Dos 66 projetos incluídos no programa, 32 estão a cargo da Codevasf, totalizando 350 mil hectares e recursos de R$ 1,6 bilhão.

Dentro do Mais Irrigação, o Piauí será contemplado com R$ 275,7 milhões em investimentos destinados ao aumento da produtividade das áreas irrigadas e ao apoio à agricultura familiar. Do montante de recursos previstos para o estado, R$ 49,7 milhões serão voltados a dois projetos sob a responsabilidade da Codevasf, que estão incluídos em dois dos quatro eixos do Programa.

Na manhã desta quinta (17), o superintendente da Codevasf no Piauí, Valdiney Amorim, falou sobre os investimentos do Mais Irrigação no estado para o programa Bom Dia, Piauí, da TV Clube, afiliada da rede Globo.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf
Foto: Divulgação Codevasf  
COMPARTILHAR:

+1