Concertos do Nordeste divulga bandas selecionadas


Projeto apoiado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste terá um total de 17 apresentações de artistas eruditos pelos estados do Ceará e Paraíba

O projeto Concertos do Nordeste selecionou 17 grupos para levar a música erudita aos municípios de Juazeiro do Norte, Crato e Fortaleza, no Ceará; e Cajazeiras e Sousa, na Paraíba. Outros 14 artistas representantes das raízes culturais nordestinas completam a programação de 31 apresentações do evento, que acontecerá nos finais de semana de 22 e 23 de fevereiro, e 1º e 2º de março, com a realização do Centro Cultural Banco do Nordeste, Associação dos Produtores de Cultura do Ceará (Prodisc) e Casa Fora do Eixo Nordeste.

O Centro Cultural do Banco do Nordeste será o palco em Juazeiro (CE) e Sousa (PB). Em Fortaleza, haverá shows nos quatro dias, sempre no Theatro José de Alencar. O Centro Cultural do Araripe abrigará as apresentações do Crato (CE). Em Cajazeiras (CE), os músicos serão recebidos na Praça Dom Adauto.

Afro Sinfônica
Entre os escolhidos, artistas dos estados do Ceará, Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte e Maranhão. Alguns já estão na estrada há um bom tempo e são conhecidos do público cearense como o grupo Syntagma e a Orquestra Eleazar de Carvalho. Há ainda mais quatro orquestras, que virão de vários lugares do Nordeste como a Afro Sinfônica (BA), Orquestra Sinfônica da UFRN, Orquestra de Sopro de Pindoretama (CE) e a Orquestra Armorial do Cariri (CE). Já o Coro de Câmara de Campina Grande (PB), o grupo Percantos (BA), o Camará Ensemble ( BA) e o Ritual das Cordas são artistas relativamente novos, que vem ganhando seu espaço. Os demais selecionados são o Quinteto de Cordas da Paraíba (PB), o grupo Marabrass (MA), o Siará Quarteto ( CE), o Trio Musiarte (CE), o tenor Franklin Dantas (CE), o grupo de ópera Canto Dell’Arte e o Trio Trinados (CE).

Os grupos representantes das raízes culturais nordestinas foram convidados para as apresentações e completam a programação com ritmos como o macaratu; danças de tradição como o coco, o reisado e o bumba meu boi; e bandas cabaçais conhecidas como a dos Irmãos Anicetos. Os artistas convidados são: Boi Ceará, Maracatu Az de Ouro, Coco do Iguape, Maracatu Nação Baobá, Maneiro Pau do Mestre Cirilo, Coco das Mulheres da Batateira, Banda Cabaçal dos Irmãos Anicetos, Reisado do Mestre Aldenir, Banda Cabaçal Santo Antonio, Reisado Discípulos do Mestre Pedro, Cabaçal S.João Batista, Congos do Pombal, Banda Cabaçal do Sítio Cipó dos Monteiros e Pontões de Pombal.

Coro de Câmara de Campina Grande
Segundo o gerente do Ambiente de Gestão da Cultura do Banco do Nordeste, Tibico Brasil, várias cidades nordestinas dispõem de orquestra sinfônica e escolas de música. No entanto, ele recorda que a música erudita continua sendo apreciada por um público pequeno. “Os grupos tradicionais estudam e aprofundam seus conhecimentos empiricamente, tendo como espaços de ensaios os quintais, praças, terreiros e alpendres Nordeste afora. São mundos musicais diferenciados que pouco se encontram, mas que trabalham e intensificam o gosto pela música e por nossa cultura”, afirma Tibico Brasil.

Na programação ainda, uma série de oficinas e painéis de debates com temas relacionados ao universo da música erudita e da música que busca a tradição popular nordestina serão ministradas gratuitamente em todas as cidades participantes.


Concertos do Nordeste
Data: 22 e 23 de fevereiro / 1º e 2º de março
Informações: (85) 3262-5011
COMPARTILHAR:

+1