publicidade

publicidade

Em meios aos problemas financeiros, uma descontração

Damisson - Jogador do Parnahyba | Imagem: Pré-Jogo
Ocupando a segunda posição na tabela de classificação, a equipe azulina ainda lida com os problemas de ordem financeira. Sem resolvê-los desde o ano passado, quando foi campeão piauiense sobre o Flamengo-PI em duas partidas emocionantes, o clube conta com um grupo que ainda encontra forças para espantar, pelo menos por alguns instantes, a preocupação que provém desses problemas.

Um dos exemplos (talvez o maior deles) foi demonstrado pelo volante Damisson, que, após o treinamento no piscinão no último sábado (16/02), mesmo reflexivo acerca da problemática, manifestou-se de maneira “positiva”, transmitindo energias mais alegres.

“Tira uma foto minha, eu pensativo... Pensando, pensando no Florentino...”, concluiu o volante. O atleta estava, na verdade, fazendo uma alusão ao problema do repasse municipal que, até o momento, não se sabe quando “aparecerá”. Brincava na ocasião! Mas só ele, e os demais atletas, sabem das dificuldades que ainda persistem entre eles.

Na tarde desse domingo (17/02) no Estádio Municipal, o Parnahyba ganhou da equipe colorada piripiriense do 4 de Julho pelo placar de 3 a 1, e no final da partida o técnico azulino Paulo Moroni desabafou sobre o citado assunto.

“É muito difícil trabalhar com essas condições. Falo por esses atletas que estão ai há sete meses sem receber, mas mesmo assim conseguem desempenhar um bom trabalho. Uma prova disso foi o resultado de hoje”, lamentou o treinador do Tubarão que já tinha feito uma citação a respeito desse assunto no começo do ano quando o Parnahyba fazia o seu lançamento das atividades esportivas do ano de 2013. Na oportunidade o comandante do azulino parabenizou os atletas que passaram pelo Parnahyba no ano do tetra campeonato em 2012, que continuaram e os que foram para outros clubes. Pois para o mesmo, todos os profissionais que trabalharam no ano passado, foram verdadeiros heróis, tendo em vista que os jogadores desempenharam um trabalho campeão, com pouquíssimas condições.

Há muitos que falam nos bastidores da imprensa esportiva parnaibana, que a prefeitura municipal de Parnaíba ainda não liberou o repasse destinado ao Parnahyba Sport Club por que o documento para esse patrocínio da mesma para o tubarão é irregular. Agora façamos as perguntas: “Como o ex-prefeito da cidade, José Hamilton Furtado Castelo Branco fazia esse repasse? Se é irregular, por que ainda não foi regularizado?”

Perguntas essas que nós que registramos diariamente os fatos do tubarão, não podemos responder. Mas só temos certeza de uma coisa: se os dirigentes do Parnahyba Sport Club não começarem a agir imediatamente para reverter essa situação, só será mais um ano para o time azulino do litoral piauiense, tendo em vista que alem de ser o ano do centenário do mesmo, o Parnahyba é um dos representantes do Piauí na Copa do Brasil 2013. Então de um ano brilhante, pela qual o torcedor espera ser, pode se tornar, somente, mais um ano. É esperar pra ver!

Por Kairo Amaral
Com Informações de Renneé Fontenele  
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia