Operação Carnaval/2013 da Polícia Rodoviária Federal no Piauí


Na próxima sexta-feira (08/02) às 00h tem início a Operação Carnaval/2013 da Polícia Rodoviária Federal, a mesma está prevista para encerrar às 24 horas de quarta-feira (13/02). O objetivo principal da operação é reduzir o número de acidentes, que em 2012 tiveram os seguintes números: 53 acidentes, 29 feridos e 04 mortes.

Operação Carnaval/2013

1- Recursos humanos e equipamentos

A PRF irá trabalhar com 210 Policiais nos seis dias que compõem o período da operação. Em média estarão em atuação 35 policiais/dia distribuídos nos nove postos de fiscalização ao longo das rodovias federais do Estado do Piauí..

Na operação serão utilizadas 35 viaturas operacionais, 15 etilômetros e um radar. Vale ressaltar que este radar é do tipo estático que possui a capacidade de ser montado e desmontado para promover a fiscalização em diversos pontos onde haja necessidade de controle do excesso de velocidade. A ação de fiscalização erá lançar mão destes equipamentos para estabelecer o controle da velocidade e do nível de álcool no organismo dos motoristas. Os equipamento foram capazes de registrar veículos sendo conduzidos a velocidades de até 150, 158 e 168 Km/h e motoristas com teor de álcool no organismo 17 e até 20 vezes superior ao determinado pela legislação brasileira, durante o transcorrer da Operação Fim de Ano/2012.

2- Demanda de Tráfego

A BR 343 ainda é a rodovia que apresenta maior demanda de tráfego em razão de permitir o acesso às praias do litoral piauiense. Todavia, muitas outras cidades promovem eventos de carnaval, como é o caso de Floriano, no centro sul do estado. Portanto, a fiscalização reforçará não somente a rodovia BR 343, mas também a 316 que leva ao sul do Piauí.

3- Áreas de risco

Como de costume, o alerta deve ser feito em relação às curvas que apresentam angulação bastante fechada, dificultando o traçado quando contornado em velocidade excessiva, podendo levar à perda do controle do veículo, provocando acidente.

Atenção, portanto, à chamada Curva da Raposa, no município de Altos/PI, Volta da Jurema em Piracuruca e Curva sobre o Rio Piranji, todas na BR 343, acesso ao litoral. Pela BR 316 atenção deve ser dispensada às curvas no município de Monsenhor Gil e em Barro Duro, onde se verifica curvas, aclives e declives acentuados necessitando cautela e velocidade compatível.

Em relação a estas áreas uma medida de segurança que deverá ser adotada pelos motoristas é observar as chamadas placas de sinalização de advertência. Sempre antecipando as curvas ou aclives e declives há uma destas placas que apresentam fundo amarelo e borda preta. Nelas são apresentadas gravuras contendo o ângulo da curva a ser atingido. Se for observada e atendida não há risco de acidente.

Não se pode deixar de fazer este alerta em relação às curvas. Todavia, os dados estatísticos indicam que 75% dos acidentes e mortes ocorrem nas retas. É nestes locais que se imprime velocidade excessiva, comprometedora da segurança no trânsito.

4- Maior preocupação da PRF

4.1 – Ultrapassagem – sobressai-se como a maior causadora de acidentes com morte nas rodovias federais do Estado do Piauí. Provocam o acidente tipo Colisão Frontal, resultado de manobras de ultrapassagens mal sucedidas. Dados de 2012 apontam que 106 acidentes desse tipo levaram a morte 58 pessoas. Praticamente a cada 2 acidentes tem-se uma vítima fatal.

4.2 – Atropelamento de pessoas – esta é a terceira maior causa de acidentes nas BRs do Piauí. É comum durante as viagens nos feriados os motoristas não reduziram a velocidade dos veículos quando adentram as vias urbanas das cidades cortadas pelas rodovias. Tem-se verificado acontecer atropelaram pedestres ou ciclistas. Em 2012 foram registrados 90 acidentes desse tipo que levaram à morte 26 pessoas.

4.3 – Motocicletas – o aumento gradativo dos acidentes envolvendo motos vem alertar a fiscalização da PRF para o risco a que estão sujeitos os ocupantes deste tipo de veículo. Em 2012 o número de acidentes com mortes relacionados a motos representaram 48,51% do total.

5- Restrição de tráfego

A Polícia Rodoviária Federal adotou a providência de restringir a circulação de caminhões com comprimento acima de 18,60m durante a Operação Carnaval/2013 com o objetivo de tornar mais fácil as manobras de ultrapassagens. Foi verificado que estes caminhões muitos longos e bastante pesados, chagando a pesar 74t, levam dificuldades às ultrapassagens, podendo provocar acidentes durante a execução desta manobra. Assim, a restrição se dará:

Dia 08.02.2013 (sexta-feira) – das 16h00 às 24h00
Dia 09.02.2013 (sábado) - das 06h00 às 12h00
Dia 12.02.2013 (terça-feira) - das 16h00 às 24h00
Dia 13.02.2013 (quarta-feira) - das 06h00 às 12h00

6- Recomendações Gerais

a) Antes da sair para viajar providenciar revisão do carro, atentando para os equipamentos obrigatórios, dentre eles o sistema de iluminação, freios e pneus.

b) Verificar a documentação de porte obrigatório, citando-se a carteira de motorista e o documento do veículo que deverão estar dentro do prazo de validade.

c) Ao programar a viagem considerar a possibilidade de realizá-la durante o período diurno. Há dados que revelam ser a viagem noturna mais insegura e sujeita aos acidentes.

d) Caso chova, a primeira providência de segurança é acionar o sistema de iluminação do veículo e diminuir gradativamente a velocidade, levando o veículo a local seguro ou ao acostamento com pisca ligado se a chuva impedir a visibilidade exterior.

e) Realizar ultrapassagens somente onde a sinalização assim o permita. Mesmo que haja permissão, avaliar se há tempo e espaço suficiente para que a manobra seja realizada sem o risco de colidir com veículos em sentido contrário.

f) Obedecer aos limites de velocidade. Onde não houver placa estabelecendo a velocidade máxima, é permitido aos automóveis, camionetas e motocicletas circularem a 110 Km/h; ônibus e micro-ônibus a 90 Km/h e caminhões a 80 Km/h.

g) Fazer uso do cinto de segurança para todos os ocupantes do veículo. É um importante equipamento que protege os ocupantes de lesões quando das colisões. Este equipamento também é obrigatório para os passageiros de ônibus fabricados a partir de 1999. Crianças menores de 7,5 anos, devem fazer uso dos instrumentos de retenção (cadeirinhas).

Comunicação Social PRF/PI
COMPARTILHAR:

+1