publicidade

publicidade

Parnahyba tenta por em prática o “plano B” para sair da crise financeira

Cazé Neves - Vice-Presidente do Conselho Deliberativo do Parnahyba
O Parnahyba Sport Club está passando por uma crise financeira, pois o atual Campeão Piauiense de Futebol está com dois meses de salários atrasados, e na manhã de hoje (19/02) os jogadores do elenco azulino se reuniram, e decidiram que as atividades no Estádio Petrônio Portela – Centro de Treinamentos só voltarão ao normal com o pagamento dos salários atrasados.

Atraso este que segundo a diretoria azulina se deve por que a prefeitura de Parnaíba ainda não pagou o repasse ao clube azulino.

Dessa forma o empresário e diretor do clube, Cazé Neves (vice-presidente do Conselho Deliberativo do Parnahyba) em entrevista ao repórter esportivo Gláucio Resende nesta segunda-feira (18/02) disse que já tinha um “plano B” para a solução da problemática do Tubarão.

O plano B:

Cazé busca através do presidente da FFP (Federação de Futebol do Piauí) Cesarino Oliveira uma antecipação de 50% da cota que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) repassará aos clubes piauienses que disputarão a Copa do Brasil, que no caso é de R$ 140 mil para cada.

No caso do Piauí, tanto o Parnahyba quanto o Flamengo-PI irão receber a quantia citada acima. Então o dirigente do azulino tenta um repasse por parte da CBF no valor de R$ 70.000,00 (setenta mil reais) que seria a metade da montante.

Então se o Parnahyba, através de Cesarino, conseguir essa antecipação será uma amenização na atual crise financeira.

Por Gilson Brito e Kairo Amaral
Foto: Gilson Brito
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia