publicidade

publicidade

Grupo Walmart comercializará mel do Piauí


O mel do Piauí já está sendo comercializado nas 90 lojas do Grupo Walmart no Nordeste

O mel produzido do Piauí, considerado “número 1” do país em qualidade e segundo lugar em quantidade de produção, conquistou o Grupo Walmart, que é uma das maiores redes de supermercados mundiais. Através da avaliação de um agrônomo do grupo, com referência do Sebrae, a rede de supermercados, através do programa Clube dos Produtores, que é desenvolvido por eles para beneficiar os pequenos produtores, chegou à Casa Apis em Picos, que atualmente está beneficiando entre 5 e 10 mil caixas de mel de abelha ao mês.

O objetivo do Clube dos Produtores é dar acesso aos produtores ao varejo por meio das lojas Walmart Brasil onde no Piauí, o maior parceiro do Clube é a Casa Apis que é formada por sete cooperativas de pequenos produtores de mel de abelha, beneficiando 1.081 famílias, sendo 51 delas lideradas por mulheres onde, de setembro de 2012 a janeiro de 2013, foram comercializadas quase 60 mil unidades de bisnagas de 340g e 470g de mel de abelha orgânico o que, de fato, representa 20% de acréscimo no valor da matéria prima, o que representa uma maior receita para o produtor.

“O empreendimento está se inserindo numa grande rede. Alcançamos o topo, não é qualquer um que entra. No Brasil, são mais de 200 marcas de mel e nós fomos escolhidos pela qualidade. Considero esse feito uma grande conquista e está nos trazendo bons retornos. Atualmente estamos atendendo o Walmart no Nordeste com aproximadamente 90 lojas e estamos assinando para abastecer a partir de abril o Sul e o Sudeste, e estamos trabalhando com capacidade de 5 a 10 mil caixas ao mês de mel orgânico. Nos sentimos muito honrados em estar aqui”, disse Antonio Leopoldino, mais conhecido como Citônio, diretor da Casa Apis.

De acordo com Luciano Nunes, diretor comercial de Perecíveis do Walmart no Brasil, o grupo está há 10 anos trabalhando para chegar mais perto do pequeno produtor onde, assim, beneficia diretamente as famílias envolvidas. “Provei o produto várias vezes e é muito bom. Já está em todas as lojas do Nordeste e provavelmente vamos levar para o Sudeste e buscar outras cooperativas ou diretamente do pequeno produtor e no futuro poderemos avaliar a possibilidade de exportação. Estou muito feliz pelo evento”, disse.

Para o apicultor Rosinaldo Siqueira, a agregação de valor ao produto é um dos pontos mais importantes e só tende a valorizar o produto. “A disponibilidade na prateleira do supermercado, a valorização do produto, tirando o papel do atravessador, tudo isso aumenta a nossa renda e também a produção. Esse acontecimento é na realidade o que já almejávamos desde 2010, quando decidimos trabalhar para aumentar a renda e melhorar o preço do mel”, explicou o apicultor.

“O elo entre um grande grupo empresarial e um pequeno produtor é algo de extrema importância para nós. Participo de encontros com secretários de outros estados e fico feliz porque sempre falam da grande qualidade do mel produzido no Piauí. Ao longo do tempo houve uma mudança de cultura do produtor, o que consequentemente mudou a forma de colher o mel que ficou de grande qualidade. Tenho orgulho de dizer que somos o maior produtor de mel em termos de qualidade”, declarou Rubem Martins, secretário de Estado do Desenvolvimento Rural.

“A cadeia produtiva do mel já é um sucesso, e aproveito a oportunidade para pedir ao Grupo que olhe também pela cadeia produtiva do leite. Temos bebidas lácteas de qualidade, queijos e o leite que, também, é de excelente qualidade”, pediu Rubem Martins, onde na ocasião estava representando o governador Wilson Martins.

Representando a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, compareceu a secretária Maria Luiza Rizzotti que disse que para o Ministério é uma satisfação muito grande poder cooperar com o sucesso dos pequenos produtores e espera poder adquirir o mel do Piauí e disponibilizá-lo para venda em Brasília e Goiás, deixando também a dica pra o grupo Walmart que, de acordo com a gerente Patrícia Xavier, essa é uma possibilidade que já está sendo estudada.

Somente em 1 ano, o Grupo já investiu cerca de 65 milhões no Estado do Piauí. “Tive a oportunidade de estar com o governador para falar das nossas intenções de investimento no Estado, o que fomos prontamente atendidos. E hoje, já são 25 mil empregos gerados no Piauí através das duas lojas Hiper Bom Preço, uma loja Maxxi Atacado e uma loja Bom Preço”, finalizou Patrícia Xavier.

Na ocasião, estavam presentes 50 apicultores que fazem parte das associações que integram a Casa Apis, o secretário do Desenvolvimento Econômico, Warton Santos; Pedro Calixto, do MDA e demais representantes do Sebrae de Teresina e Picos.

Por Roselandi Sousa  
Foto: Antonio Carvalho  
COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia