ANP leiloa 14 lotes para exploração de gás natural no Piauí


O secretário de Mineração Edson Ferreira e o governador Wilson Martins viajam nesta segunda-feira (12) para o Rio de Janeiro, onde vão participar da 11ª Rodada de Licitações de Petróleo e Gás. Na ocasião, serão leiloados 20 lotes da bacia do Parnaíba, sendo 14 no Piauí e seis no Maranhão.

O leilão acontece terça e quarta-feira na capital carioca. 64 empresas já demonstraram interesse em participar da rodada e podem adquirir os lotes para exploração de gás natural no Piauí. A Agência Nacional de Petróleo espera arrecadar cerca de R$ 2 bilhões no leilão. Os lotes no Piauí estão numa área de 22 mil km² distribuídos em 34 cidades. É a primeira vez que o Piauí participa da rodada de licitações.

Para o secretário de Mineração, Edson Ferreira, isso demonstra a viabilidade da exploração do gás natural no estado, o que vai acarretar na geração de emprego, impulsionando a economia e o desenvolvimento do estado. Edson Ferreira acrescenta que a participação das 64 empresas na Rodada de Licitações mostra o interesse delas em realizarem investimentos na exploração de gás natural, e o Piauí, agora está incluído nas áreas que devem receber estes investimentos.

Os últimos estudos mostram a viabilidade da exploração de petróleo e gás natural no Piauí. Entre as 64 empresas que fizeram o cadastro para participar do leilão estão a OGX Petrobrás, a Queiroz Galvão, a Shell e outras multinacionais.

As cidades piauienses que estão na área dos lotes que serão leiloados são Alvorada do Gurguéia, Amarante, Antonio Almeida, Arraial, Baixa Grande do Ribeiro, Bertolínia, Cajazeiras do Piauí, Canavieira, Canto do Buriti, Colônia do Gurguéia, Currais, Elizeu Martins, Flores do Piauí, Floriano, Francisco Ayres, Guadalupe, Itaueira, Jerumenha, Landri Sales, Manoel Emídio, Marcos Parente, Nazaré do Piauí, Oeiras, Pajeú do Piauí, Palmeira do Piauí, Pavussu, Porto Alegre do Piauí, Regeneração, Ribeiro Gonçalves, Rio Grande do Piauí, São Francisco do Piauí, São José do Peixe, Sebastião Leal e Uruçuí.

João Magalhães
Ascom Secretaria de Mineração

COMPARTILHAR:

+1