Escritor Jacob Fortes lança “A Última Estação” em Campo Maior


Uma narrativa emocionante da vida de Dolores de Santana, mais conhecida como Dorinha – do interior nordestino ao Rio de Janeiro.

Um romance regionalista, com uma linguagem elegante e ao mesmo tempo emocionante. É isto o que leitor vai conferir no mais novo lançamento do escritor Jacob Fortes de Carvalho, “A Última Estação”. O leitor ficará encantado com as histórias de Visagem – o eremita da montanha - e da menina-moça, Dolores de Santana, cheia de sonhos e desilusões. O lançamento do livro acontece dia 8 de junho, às 16 horas, no Pousada do Lago, às margens do Açude Grande, em Campo Maior, 82 Km de Teresina (PI) - durante a festa em homenagem ao santo padroeiro da cidade.

Este é o segundo livro de Jacob Fortes. O primeiro, “Primaveras Graciosas”, foi um convite a conhecer a família do menino Gafanhoto - que abandonou o sertão e migrou para a cidade em busca de escola para os filhos. Narrado na terceira pessoa, e com adjetivação abundante, está impregnado de metáforas. Em “A Última Estação”, a descrição dos cenários e dos personagens com um português impecável – envolve o leitor em uma viagem inebriante. “Esta obra é um romance regionalista, de cunho ficcional, no qual as emoções se alternam entre o épico, o lírico, o pungente e o jocoso. É uma narrativa que vai mexer com o imaginário do leitor”, comentou o escritor.

Mesmo morando em Brasília há 40 anos, Jacob Fortes guarda na memória suas raízes. Por ser uma pessoa devotada às coisas do campo e à gente simples do sertão resolveu realizar o lançamento do livro na capital federal e em sua terra natal, Campo Maior, a 82 quilômetros de Teresina. “É uma forma de homenagear e prestigiar os amigos e leitores contemporâneos, piauienses. Nunca esqueci minha terra, meu lugar, minhas raízes. E escrever também foi uma forma de reencontrar-me com os lugares que vivi na infância”, explicou.

Sobre o autor: O escritor piauiense Jacob Fortes de Carvalho aprendeu desde cedo a lidar com a vida na roça, o que lhe conferiu um jeito simples de ser e uma grande vontade de sempre aprender cada vez mais. Por causa desta ansiedade, estudou em colégios de Teresina (PI), de Fortaleza (CE), vindo a concluir o Ensino Médio e a faculdade em Administração Pública, em Brasília. Por meio de concurso público, ingressou para o quadro da UnB e nela permaneceu até aposentar-se. Exerceu funções públicas em órgãos federais e do Governo do Distrito Federal. Além de trabalhos acadêmicos, em 2010 publicou o livro “Primaveras Graciosas”, prosa memorialista que retrata os que deixaram para trás seus ambientes sertanejos e partira para a cidade em busca de novas oportunidades. O novo trabalho, vale muito a pena conferir.

Por Kattiúscia Alves  

COMPARTILHAR:

+1