“Técnico solta o verbo”: Só não passei fome por conta das boas amizades, diz Moroni


O repórter esportivo Gláucio Resende entrou em contato sexta-feira (24/05) por telefone com Paulo Ricardo Moroni, técnico do Parnahyba Sport Club, na tentativa de agendar uma entrevista com o comandante do time azulino, porém ele disse que não iria gravar entrevista, mas falaria por telefone, onde repassaria alguns problemas que tinha enfrentado durante esse período que estava a frente do Parnahyba. Ele passou informações bombásticas e autorizou Gláucio Resende a comentar o assunto.

Moroni disse que a diretoria do Parnahyba Sport Club não tem planejamento, não está honrando o compromisso com ele e que está devendo três meses e meio de salários atrasados e que só não passou fome em Parnaíba porque fez grandes amizades na cidade, o que o impediu de ficar numa situação pior. Falou também que depois da conquista do Campeonato Piauiense de Futebol nenhum integrante da Diretoria do Parnahyba esteve no Centro de Treinamento do Clube, Estádio Petrônio Portela para conversar com os jogadores, ou sequer, dá uma satisfação para os mesmos.

O Parnahyba conquistou o título no domingo, dia 19, na segunda-feira seria folga dos jogadores e na terça-feira o time teria que se reapresentar para iniciar os treinamentos visando os jogos do Campeonato Brasileiro da Série D, porém até hoje os treinos não foram iniciados.  


Técnico Moroni x Presidente José Lima
Segundo informações repassadas a reportagem, antes da saída do Parnahyba rumo a Teresina para o jogo final do Campeonato Piauiense de Futebol o clima entre o Paulo Moroni e José Lima esquentou, mas não houve maiores problemas. Já na volta, de Teresina para Parnaíba, todos resolveram jantar na cidade de Campo Maior na Churrascaria “O Cervejão”, lá o clima teria voltado a esquentar e durante uma discussão quando Moroni falou que a conquista do campeonato seria mérito exclusivo dos atletas e não da diretoria, José Lima não teria gostado das palavras do técnico e jogado o whisky que estava bebendo no rosto de Moroni, que revidou jogando cerveja também no rosto do presidente que ficou uma “fera” e atirou o copo de vidro no comandante azulino, atingindo sua cabeça. A situação só não piorou porque a “turma do deixa disso” entrou no meio e acalmou os ânimos.

Confirmação da confusão Moroni e José Lima
Conversamos com jogadores e integrantes da comissão técnica do Parnahyba Sport Club sobre a confusão ocorrida na Churrascaria “O Cervejão” na cidade de Campo Maior e todos confirmaram o desentendimento entre os dois, falaram ainda que além do problema do whisky, da cerveja e do copo, houve também uma troca de palavrões. 


Débito do Parnahyba
Moroni declarou que o Parnahyba lhe deve três meses e meio de salários, segundo informações de dirigentes do próprio Parnahyba o salário do técnico é de R$ 8.000,00 por mês, portanto o time do litoral teria um débito com Moroni de R$ 28.000,00.

José Lima
Diante de todos os problemas fica aqui um questionamento: José Lima teria realmente competência para presidir o Parnahyba Sport Club?

Por Gilson Brito

COMPARTILHAR:

+1