Vereador Bernardo Rocha foi notificado sobre denúncia que poderá lhe custar o mandato


O vereador André Neves (PMDB), presidente da Comissão de Ética da Câmara Municipal de Parnaíba, confirmou na manhã desta quarta-feira (8) que existe uma denúncia formalizada na casa contra o também vereador Bernardo de Claravau Nascimento Rocha (PSC),protocolada na última segunda-feira. Ele ressaltou que ainda não recebeu a denúncia formalmente do corregedor da Câmara Municipal, vereador Reinado Filho, assumirá, de fato, o comando das apurações relativas ao caso, em obediência ao que dispõe o Código de Ética da Câmara Municipal, mas já teve acesso ao seu conteúdo. “É basicamente o que foi dito na imprensa parnaibana”, descreveu.

Bernardo Rocha foi notificado ainda nesta quarta-feira, para se manifestar no prazo de três sessões ordinárias, quando começarão as apurações da comissão de ética a partir das versões colocadas. Segundo o Código de Ética e o regimento interno do legislativo municipal, caso as denúncias sejam comprovadas, o vereador estará sujeito à advertência, censura, perda temporária ou mesmo definitiva do mandato.

Segundo a denúncia protocolada, Bernardo Rocha está sendo acusado por Taline Sousa, uma ex-funcionária da Papelaria BCN Rocha, de propriedade do parlamentar, de usá-la como“laranja”, inclusive sem o consentimento dela, para receber dinheiro da Câmara Municipal. Segundo André Neves, Taline alega na denúncia que recebia apenas R$ 100,00 a título de“ajuda” do vereador.

Outro aspecto grave da denúncia teria sido o pedido e orientação de Bernardo Rocha para que Taline, quando era funciona da Papelaria BCN Rocha, mentisse perante uma fiscalização do Ministério do Trabalho, omitindo seu estado de gravidez. Sobre isso, André Neves enfatizou que a Comissão de Ética da Câmara Municipal apurará apenas os fatos que se relacionem com a atuação de Bernardo Rocha como vereador. “O que ele fez fora do trabalho dele na Câmara Municipal cabe ao Ministério do Trabalho averiguar o que houve em relação à pessoa da Taline”,esclareceu.

BERNARDO ROCHA NÃO QUER FALAR
O portal a24horas.com tentou na manhã desta quarta-feira um contato com o vereador Bernardo Rocha, por celular, porque o gabinete dele estava fechado no momento da apuração destas informações. A ligação foi atendida por outro homem que se identificou como Jardel Rocha, filho do parlamentar. Ele disse que o pai dele não pretende se pronunciar neste momento sobre as denúncias feitas pela ex-funcionária Taline Sousa. Entretanto anunciou que haverá um momento certo para o vereador falar para os jornalistas.

Portal O Bikanca

COMPARTILHAR:

+1