publicidade

publicidade

Com ajuda do Governo, migração das abelhas é feita de forma adequada


Cinco mil colmeias estão sendo transportadas do Piauí para o Maranhão

Com ajuda dos novos equipamentos doados pelo Governo do Estado do Piauí para alavancar a apicultura, cerca de cinco mil colmeias com abelhas estão fazendo o processo de migração, onde os enxames viajarão cerca de 900 quilômetros do Piauí para o Maranhão e retornarão para o Estado de origem em dezembro do corrente ano, quando as floradas, que são seu alimento natural, estarão normalizadas.

Cerca de 200 apicultores estão participando do processo, onde seis caminhões doados pelo Estado farão o transporte de três mil colmeias oriundas da Casa Apis em Picos e 2 mil colmeias da Comapi, e além do apoio do Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Rural (SDR), os apicultores também estão contando com o apoio do Banco do Brasil, Fundação Banco do Brasil e Sebrae.

Um verdadeiro esquema foi montado para que as abelhas nada sofressem com o transporte, que foram usadas 900 telas apropriadas para a realização de transporte, seis véus de proteção e 50 cintas de amarração. Os apiários serão instalados na cidade de Governador Nunes Freire, no Maranhão, onde a atividade será explorada de junho a novembro.

O custeio total da migração ficou em torno de R$ 250.000,00, que serão gastos com alimentação dos apicultores durante a migração, combustível e manutenção dos veículos, vestimenta de proteção (indumentária) e utensílios apícolas, locação de áreas para instalação de 80 apiários, locação de imóvel para hospedagem da equipe de apoio, locação de 1 trator para realizar vias de acesso aos apiários e locação de duas unidades de beneficiamento do mel.

Fazem parte da equipe, consultores em apicultura migratória. De acordo com Antonio Leopoldino Dantas Filho, “o Sitonho”, presidente da Casa Apis, a estimativa de produção com essa migração é de 125.000 kg de mel e geração de uma receita estimada em R$650.000,00, sendo esta a primeira caravana da meliponicultura, que está sendo possível através dos equipamentos adequados doados pelo Estado.


Etapas de preparação para migração


Toda uma logística era necessária para realização da primeira caravana, para isso, foi preciso fazer um dimensionamento da migração dos enxames; contratação de consultoria para Prospecção e Mapeamento das áreas para Migração; (avaliação da área quanto aos requisitos para a produção orgânica), levantamento dos grupos com potencial para migração (supervisor e ADRS), estabelecer critérios para seleção dos participantes baseado na Política de Migração previamente aprovada pela diretoria; sensibilização dos produtores, apresentação do Projeto e o Plano de Operacionalização da Apicultura Migratória; Consultorias; Importância da migração para sustentação dos enxames, como acontece, observar documento sanitário obrigatório - Guia de Trânsito de animais GTA (Adapi).

E ainda, formação de técnicos multiplicadores em Manejo de Colméias para migração dos enxames, realização de Oficinas de manejo de colmeias para a migração dos enxames, levantamento / diagnóstico das colmeias habilitadas para migrar por comunidade, identificação das Colmeias (Carimbo código CO - Comapi, CA-CASA Apis), seleção dos apicultores habilitados para migração, contratação de apoio técnico no Local da Migração - Profissionais com expertise em migração de enxames, negociação/alocação das áreas para migração, definição e estruturação da equipe de acompanhamento e supervisão dos apiários e durante a colheita o período de migração.

Completando o processo, ainda houve a elaboração dos documentos de registro para a migração, ficha de cadastro dos produtores, ficha de recibo de colmeias, regulamento da casa de estadia dos produtores na área de migração, relação dos apicultores codificados para controle da Central, da comunidade e do apicultor; criação dos carimbos para identificação das colmeias, definição do calendário e período de migração. E para a Etapa de Migração foi realizada a preparação do local para instalação dos apiários, viabilização do acesso aos locais de instalação dos apiários e foi realizado um dimensionamento da necessidade de contratação (horas) de trator.

Por Roselandi Sousa
Foto: Paulo Barros  

COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia