publicidade

publicidade

Processo contra o vereador Bernardo Rocha se arrasta na Câmara e só prosseguirá em agosto


Processo que pode até cassar vereador Bernardo Rocha só prosseguirá em agosto, O vereador Reinaldo Filho, corregedor da Câmara Municipal, conduz trabalhos de apuração; Bernardo Claraval Rocha mais uma vez não quis se pronunciar sobre o caso que pode lhe custar o mandato.

O processo que apura denúncias de que o vereador Bernardo Rocha (PSC), de Parnaíba, utilizou-se de “laranja” para receber dinheiro além do seu salário de vereador, ainda não foi concluído. A Câmara Municipal iniciou nesta sexta-feira (14) o recesso previsto no seu regimento deixando para o mês de agosto a parte da investigação que inclui análise, pela Comissão de Ética, do material remetido pela acusação e a também a defesa prévia apresentada pelo vereador. “A Corregedoria da Câmara já se manifestou opinando pelo prosseguimento para que possam ser ouvidos o acusado e o acusador, quando cada um deles poderá apresentar o que quiser em seu favor”, explicou o advogado e vereador Reinaldo de Castro Santos Filho, corregedor do poder legislativo de Parnaíba.

Ainda segundo Reinaldo Filho, o vereador Bernardo Rocha terá que apresentar a sua defesa em reuniões próprias da Comissão de Ética no prazo de três sessões ordinárias quando os trabalhos da Câmara reiniciarem no mês de agosto. Todos os procedimentos relativos à apresentação e análise de provas e depoimentos dos envolvidos serão abertos à imprensa, conforme garantiu o corregedor e presidente a comissão.

Depois de ouvir os dois lados e analisar os documentos acostados nos autos, a Comissão de Ética encaminhará o seu relatório ao plenário da casa, formado pelos 17 vereadores. Neste documento será feita uma recomendação no sentido de absolver ou aplicar punição ao vereador Bernardo Rocha, dependendo da conclusão. A decisão final será do plenário que poderá acatar ou rejeitar a recomendação da comissão encarregada de apurar os fatos alegados.

O Código de Ética da Câmara Municipal de Parnaíba prevê mais de um tipo de punição para o caso das denúncias contra Bernardo Rocha serem verdadeiras. “Em se provando algum deslize, algum crime por parte do vereador ele pode ser notificado apenas com uma advertência ou poderá receber uma punição com perda temporária de mandato ou até cassação”, disse Reinaldo, corregedor da Câmara Municipal, conduz trabalhos de apuração.

Abordado pela reportagem, após a sessão desta sexta-feira, o vereador Bernardo Rocha não quis conceder entrevista. Mas prometeu que depois de concluídas as investigações se manifestará sobre o assunto. O corregedor Reinaldo Filho não se prolongou sobre o conteúdo da defesa recebida de Bernardo Rocha, mas adiantou: “O vereador nega veementemente que tenha praticado os fatos alegados, mas como nós temos uma pessoa que está acusando, para que possamos ser justos com o nosso trabalho a gente tem que ouvir testemunhas, ver documentos para que se possa fazer juízo de valor e o plenário se pronunciar”.

Edição do Jornal da Parnaíba | Por F. Carvalho/A24horas

COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia