Ações da Codevasf no Piauí são tema de reunião com governador do Estado


O projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo e obras de infraestrutura hídrica tocadas no Piauí por meio da 7ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) foram alguns dos temas da reunião com o governador Wilson Nunes Martins, que visitou a sede da Companhia em Teresina. O diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf, José Augusto de Carvalho Gonçalves Nunes, participou do encontro.

Durante a reunião, o governador, o superintendente da 7ª SR, Valdiney Amorim, e o diretor da Codevasf discutiram as ações de parceria entre a Companhia e o governo do estado. O andamento do projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo, que teve a ordem de serviço para início das obras de infraestrutura assinada em janeiro deste ano, pela presidenta Dilma Rousseff, foi um dos destaques da reunião.


O projeto fica localizado no assentamento Marrecas, distante 31 km da sede do município de São João do Piauí e 499 km da capital Teresina. Ele prevê captação de água com vazão de 1,23m³/s do rio Piauí para irrigar mil hectares distribuídos em 200 lotes familiares de cinco hectares.

Com o projeto de irrigação Marrecas-Jenipapo, estima-se que 200 empregos diretos e 600 indiretos sejam criados; que a produção agrícola do município mais que triplique, subindo de 5.684 toneladas para 17.584 toneladas; a renda média anual do agricultor familiar salte de R$ 822,06 para R$ 5.427,57; e uma população de 81.136 habitantes seja beneficiada nos 13 municípios da região: São João do Piauí, Simplício Mendes, Dom Inocêncio, Campo Alegre do Fidalgo, Coronel José Dias, Socorro do Piauí, Ribeiro do Piauí, Nova Santa Rita, Paes Landim, Capitão Gervásio, Bela Vista, Pajeú do Piauí e João Costa.

Os investimentos poderão transformar o Piauí em um dos grandes produtores de frutas da região Nordeste, especialmente de uva, devido às condições favoráveis de solo, água e sol, indispensáveis para uma produção de qualidade. Os mil hectares implantados em Marrecas-Jenipapo serão para a produção de uva, acerola, goiaba, mamão, melancia, banana, abacaxi e melão, entre outras frutas.

As ações referente a obras de infraestrutura hídrica, que trarão desenvolvimento para o Piauí, também foram debatidas na reunião.

Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf

COMPARTILHAR:

+1