publicidade

publicidade

“A seca e suas consequências”

Artigo de autoria de Rafael Leite – Estudante Universitário

Infelizmente, a seca não é novidade para os sertanejos da nossa região. Ao longo de nossa historia a região Nordeste sofre bastante com longos períodos de escassez de água, tendo como consequência a perda total de lavouras, morte de animais de criação e em casos extremos o próprio ser humano chega a morrer por falta d’água.

No Piauí não é diferente na questão que engloba a seca, é de conhecimento de todos nós que sempre haverá seca, pois é um acontecimento natural, mas é de responsabilidade de nossos governantes prepararem sempre um plano que possa amenizar as consequências que a seca provoca.

Acaba ano e começa ano, entra governo e sai governo e sempre é manchete nos jornais a seca no sertão piauiense e para quem pensa que isso é só um problema da natureza, está muito enganado, a seca trás consigo grandes prejuízos econômicos aos cofres públicos do já pobre estado do Piauí.

Nosso estado possui 224 municípios, dentre eles 210 já decretaram situação de emergência por conta da seca, isso nos revela que 93% do Piauí sofre nesse momento por conta da falta d’Água.

O problema é social, mas nossos representantes não dão a devida atenção para isso e a única solução que encontram para o sertanejo quando a seca aperta é uma “bolsa estiagem” eles dão e está tudo certo.

O governo não tem amor pelo sertanejo, não tem amor pelo piauiense, pobres homens que tiram seu sustento da pequena roça e não falo aqui só do atual governo, pois todos os outros foram assim. Eles agem apenas por conta de números, lógico, esse ano de 2013 o Piauí já perdeu cerca de 690 mil toneladas de grãos, isso significa que milhões de reais deixaram de entrar nos cofres públicos do nosso estado.

Enquanto isso o pequeno produtor perde sua criação, perde sua plantação e tenta sobreviver racionando água, em contra partida os latifundiários recebem grandes incentivos do governo federal, estadual e municipal para manter suas produções.

Será que o pobre agricultor é punido pelo fato de não fazer parte dos “bilhões” perdidos?

O que nossos “lideres” não percebem é que na hora do voto a maioria é quem elege e por ventura quem os elegem é o povo pobre, sim! O mesmo que sofre quando a seca aperta.

COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia