publicidade

publicidade

17 anos sem Raul Furtado Bacellar


No dia 12 de novembro de 2013 se viu transcorrido o 17º ano de falecimento do Dr. Raul Furtado Bacellar.

Maranhense, nascido no então Brejo dos Anapurus, em maio de 1891, o Dr. Raul Bacellar viveu 106 anos, tornando-se o farmacêutico mais idoso do Brasil em plena atividade.

Graduado em Farmácia-Química e em Letras em Belém do Pará aos 20 anos de idade, chegou à Parnaíba no ano de 1920. Foi o primeiro farmacêutico da Estrada de Ferro Central do Piauhy, então dirigida por seu irmão, o engenheiro Miguel Furtado Bacellar.

Em Parnaíba, instalou (1927) a sua “Pharmácia do Povo”, transformada em “Museu Vivo” em maio de 1994, com funcionamento no Espaço Cultural Porto das Barcas, já tendo sido visitado, aos dias atuais, por mais de 165 mil turistas do Brasil e do exterior, além de ser importante fonte da história da cidade e do próprio Piauí.

Em Parnaíba, de quem se tornou “cidadão honorário”, o Dr. Raul Bacellar exerceu relevantes atividades, dentre elas sobressaindo-se: professor, jornalista, escritor e juiz de Direito. Participou da criação de diversas entidades, a exemplo do Rotary Club; 1º Grupo de Escoteiros; Associação Parnaibana de Imprensa; Casa do Jornalista; Academia Parnaibana de Letras. Foi agraciado com o título de Comendador da Ordem do Mérito Renascença do Piauí. Também com a Medalha do Mérito Farmacêutico do Brasil. Tornou-se professor “Honoris Causa” pela Universidade Federal do Piauí.

Constituindo-se numa das personalidades mais notáveis de sua época, o Dr. Raul Furtado Bacellar deixou, em vida, uma Fundação que leva o seu nome, com sede no antigo prédio de sua residência, na Rua Vera Cruz, 744, bairro São José, em Parnaíba-Piauí, entidade que ao longo de seus 19 anos de existência tem prestado meritórios serviços nas mais diversas áreas educacionais, culturais, sociais, também de saúde, com amparo à criança, ao adolescente e ao idoso.

Renato Bacellar

COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia