publicidade

publicidade

“Mensagem do Executivo infelizmente não reflete realidade”, diz vereador Carlson


Ao final da solenidade de abertura dos trabalhos do ano de 2015 no Legislativo de Parnaíba, ocorrida na noite dessa segunda-feira, 2 de fevereiro, o vereador Carlson Pessoa (PSB) concedeu entrevista à imprensa para falar de seu retorno à Câmara Municipal, e da grande insatisfação popular com a administração do prefeito petista no município. 

O parlamentar afirmou que, se a Casa começa a realizar suas atividades em fevereiro, é por resultado de proposição de sua autoria, apresentada em agosto de 2013, pois antes era mês de recesso. De acordo com Carlson Pessoa, a proposta foi ao encontro do que é realizado em praticamente todos os Poderes Legislativos do Brasil. “A Câmara Municipal de Parnaíba precisa trabalhar em dobro, pois o cidadão parnaibano enfrenta dificuldade até para conseguir uma simples consulta em posto de saúde, o que é um absurdo. Esse serviço é pago pelo contribuinte, por todos nós, e não um favor do prefeito. A falta de uma gestão realmente preparada e comprometida com os anseios populares criou essas situações humilhantes para o povo na nossa cidade”, destacou.

Carlson Pessoa lamenta que, em mais de dois anos de gestão, o prefeito Florentino Neto não tenha conseguido cumprir mal 20% de seu plano de governo. “Quem paga pela ineficiência do governo Florentino Neto é a parcela mais humilde da população, penalizado diariamente por não conseguir o básico do básico nos serviços públicos ofertados pelo poder público municipal. Basta acompanhar diariamente a imprensa regional para confirmar essa triste realidade. Até aliados do prefeito me relatam a crescente insatisfação das pessoas nas comunidades”, comenta. 

Diante da mensagem do Executivo, com palavras que mostraram uma Parnaíba dos sonhos, o vereador do PSB chegou a ficar assustado, e preocupado, com o que ouviu. “Na mídia oficial e no papel, a saúde do município é um espetáculo, mas nas ruas, a reclamação é generalizada. A Prefeitura não consegue prestar um serviço decente ao cidadão. Recentemente, um fisioterapeuta externou seu descontentamento nas redes sociais, pois ainda não havia recebido seu medicamento em casa, um serviço que o prefeito propagandeou como referência, mas, que na verdade, não funciona de forma satisfatória. A população tem que chegar às 5h da manhã na fila de um posto de saúde, se quiser conseguir um atendimento. E quando consegue, pode fazer festa. Essa situação se repete há mais de 10 anos em Parnaíba, não é de hoje, todos sabemos disso”, ressaltou.

Pessoa relatou que vai aos bairros para acompanhar as obras que a Prefeitura de Parnaíba diz fazer na mensagem do Executivo. Ele reafirmou que quer o melhor para Parnaíba, e que não torce contra a cidade, ao contrário, trabalha incansavelmente, dia e noite, para que o município seja do jeito que seu povo tanto sonha. “Eu irei ao Planalto conversar com a população para saber do trabalho de calçamento que a PMP diz fazer no local. Precisamos ouvir das pessoas o que elas realmente necessitam para suas comunidades”, frisou.

O vereador do PSB aproveitou para dizer que o prefeito Florentino Neto exonerou todos os comissionados porque a folha de pagamento do Executivo já não aguentava mais tantas portarias para agradar aliados, amigos e companheiros. “Falam em aproximadamente 10 milhões de reais gastos com pagamento de pessoal, algo nunca visto em Parnaíba. Em 2013 e 2014, eu disse várias vezes, aqui na CMP, que o prefeito de Parnaíba estava abarrotando a máquina municipal com contratações, e que isso geraria um enorme prejuízo ao erário público, que deixaria de fazer investimentos por falta de recurso. Agora, a bomba finalmente explodiu, e o prefeito Florentino Neto teve que demitir, à força, para não comprometer o funcionamento da Prefeitura de Parnaíba. Quantos serviços e obras deixaram de ser feitos no município por causa do excesso de gastos com os comissionados?”, questionou.

O parlamentar encerrou sua entrevista garantindo que vai continuar levando as principais demandas da população parnaibana ao Legislativo, seja em requerimento, projetos ou audiências. “Meu papel e de todos os demais vereadores é fazer a ponte entre a população e o chefe do poder municipal, o prefeito, além de fazer leis e fiscalizar o trabalho do Executivo. O vereador é o fiscal dos atos do gestor na administração dos recursos. A população deve participar mais da vida política da cidade, acompanhando o trabalho de seus representantes na Câmara Municipal. Temos a vantagem de possuir um sistema de transmissão online de rádio, que permite ao cidadão acompanhar, ao vivo, via internet, em áudio e vídeo, o que ocorre nas sessões da CMP. Foi outra importante conquista de minha autoria para colaborar com a transparência nas ações do Legislativo”, concluiu.



Ascom

COMPARTILHAR:

+1

Música do Dia