Deputado Santana defende incentivo ao empreendedorismo focado na juventude


O deputado estadual Zé Santana (PMDB) defende o incentivo ao empreendedorismo, principalmente focado na juventude e potencialidades estaduais. Segundo o parlamentar, o legislativo deve atuar para criar mecanismos que facilitem os caminhos daqueles que veem no empreendedorismo, discutindo com órgãos experts no assunto, governo e assembleia. Com isso, buscar soluções práticas e atenuadoras de custos, que possibilitem novos caminhos para quem quer desenvolver e agregar valor à economia.

Nosso campo de atuação concentra forças em prol do empreendedorismo, da educação, do turismo, da segurança e de uma maior produtividade em nossos cerrados, seja em Picos, Matias Olímpio, Madeiro, Canavieira ou em qualquer um dos nossos municípios”, afirmou o deputado.

Zé Santana acrescenta que o empreendedorismo é considerado hoje o principal fator promotor de desenvolvimento econômico e social de um país. “E aqui no Piauí não é diferente, existe toda uma juventude preparada e motivada para criar e gerenciar novos projetos, precisamos proporcionar um ambiente adequado para que o empreendedorismo que lateja nas veias dos piauienses desenvolva uma visão e identifique oportunidades que no futuro se transformarão em novos empregos e mais divisas para o Estado”, frisou.

De acordo com o parlamentar, o empreendedor pode ser médico, trabalhador rural, representante comercial, comerciário, engenheiro, professor, cozinheiro ou engraxate. “O empreendedorismo está dentro de milhares de piauienses, ele pode estar em qualquer um que simplesmente faça os planos acontecerem, com criatividade aguçada e muita perseverança”, pontua.

Zé Santana lembra ainda que não existe desenvolvimento de fato onde não se investe em educação. “Temos que sair do slogan ‘Brasil: Pátria Educadora’ direto para a prática, direto para os bancos das escolas e para os mestres professores, e não direto para os bancos privados comerciais que já lucram muito com suas taxas de juros inexplicáveis. Temos que cobrar da Secretaria de Educação a ampliação do número de escolas profissionalizantes e que acolham os alunos em tempo integral, essa medida já provou ser eficaz e precisa ser ampliada. Temos que estudar uma forma do Governo do Estado ajudar mais os municípios na melhoria de suas estruturas educacionais, implantando e possibilitando o bom funcionamento de novos campis da UESPI em cidades estratégicas do interior”, destacou o deputado.

Por Mayara Bastos 
COMPARTILHAR:

+1