Diplomata piauiense recebe medalha do mérito legislativo


O diplomata piauiense Francisco Nelson de Almeida Linhares Júnior foi um dos homenageados com a Medalha do Mérito Legislativo, em solenidade realizada na noite de sexta-feira na Câmara Municipal de Teresina. A deferência foi proposta pelo vereador Paulo Roberto da Iluminação (PTB).

Francisco Linhares Júnior é coordenador da Subsecretaria-geral das Comunidades Brasileiras no Exterior (SGEB). Formado em Direito e Comunicação Social, o diplomata nasceu em Teresina, no dia 20 de abril de 1978, filho de Maria Machado de Andrade Linhares e do empresário Francisco Nelson de Almeida Linhares, o "Nelson da Picanha".

"É um piauiense que tem atuado de forma exemplar na carreira diplomática, realizando importantes trabalhos para nosso País no exterior. Por essa razão, considero a homenagem mais do que merecida", justificou Paulo Roberto da Iluminação.

Durante toda a vida escolar, estudou no Instituto Dom Barreto. Antes de terminar os estudos colegiais, fez um ano de "High School" nos Estados Unidos. Ao terminar o segundo ano colegial, em 1994, foi aprovado no curso de Direito da Universidade Federal do Piauí, e começou a trabalhar como professor auxiliar de Inglês no Instituto Dom Barreto.

Em 1999, mudou-se para São Paulo e, no ano seguinte, para Vitória, no Espírito Santo, onde se formou em Comunicação Social, na Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalhou como professor de Inglês e redator em uma agência que produzia conteúdo para internet.

Após se formar em Comunicação, foi aprovado para o concurso de Oficial de Chancelaria, carreira administrativa do Itamaraty, onde trabalhou na Assessoria de Imprensa daquele ministério.

Após atuar no Consulado Geral do Brasil em Santiago, no Chile, começou os estudos para a carreira diplomática e foi aprovado no Instituto Rio Branco, em 2009.

Como diplomata, já atuou na área de promoção comercial do Brasil no exterior, foi assessor do Secretário-Geral das Relações Exteriores, e hoje assessora o subsecretário-geral para as Comunidades Brasileiras no Exterior.

Ascom
COMPARTILHAR:

+1